Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

o mISTER pOR tRÁS dO cOSMOS

A propósito de "sOBRE o aUTOR" , passo a transcrever a entrevista que durante algum tempo permaneceu aqui apenas como forma de link, pedida e dirigida pelo Dragão Azul para o  que foi o início de uma rubrica com entrevistas realizadas no seu blogue - à outros bloguers, e que assim serve a mesma a titulo de apresentação do autor deste espaço. o bLOGUE gERAÇÃO rASCA.

 

*****************

 

1-Quando começou a tua aventura na blogosfera e qual foi o objectivo se é que ouve algum? Qual foi o teu 1º blog?

 

Iniciei-me à 26 de Outubro de 2007, está a fazer um ano.

Já desde algum tempo que o fenómeno "blogosfera" me suscitava algum interesse, visitava alguns blogues, ainda que ocasionalmente. Certo dia, ao me preparar para sair do trabalho, fui ver as noticias do dia na imprensa online, um hábito antigo, e não sei já precisar quais eram os assuntos na ordem do dia, o que não me esquece é que enquanto desligava o computador e reflectia no País que temos, os esforços que se nos exigiam, e a cepa torta da qual não saímos, de ter pensado: "Porra pá! Do que este país precisava, era de uma geração mais "espevitada". O que é feito daquela juventude que questionava, que debatia, que incomodava?
Levantei o cu da cadeira, fui para casa e publiquei o meu primeiro  post  , no gERAÇÃO rASCA. Vale o que vale, mas senti-me um pouco melhor comigo mesmo.

 

2-Como defines a Geração que foi apelidada de Rasca? É uma geração rasca ou à rasca?

 

Infelizmente, hoje é mais «à» rasca do que rasca. Não comungo nem me revejo em actos de libertinagem ou extremistas, nem pouco mais ou menos, mas revejo-me muito numa juventude activa, interveniente, e infelizmente, inconformada. Foi por aqui, por estas características que surgiram os protestos que levou ao "famoso"  titulo de  "Geração Rasca", deu jeito a classe politica, e não só, abordarem a questão dessa forma.

É lógico que aquele "sangue na guelra" de outros tempos, se iria desanuviar. a Geração entraria no mercado de trabalho, e as responsabilidades quotidianas, casa, filhos, trabalho, teriam de nos amansar. De qualquer maneira penso que os valores que nos transmitiram continuam cá. E por isso penso que fomos uma Geração com atitude, e que mal ou bem, a soubemos demonstrar. Naquela altura, lutava-se por ideais, a juventude estava viva. Éramos picados? reagíamos! No fundo demonstramos a classe politica que nos quis subverter, que tínhamos uma palavra a dizer.
Hoje, acho graça que não raras vezes encontro o termo "Geração Rasca" escrito assim, com letras maiúsculas, porque granjeamos-lhes respeito. Tenho pena, não obstante excessos que acabaram por se cometer, que esteja algo perdido estas características desta Geração. E preocupa-me inclusive a próxima geração frouxa, que agora estamos a gerar. Sem querer assumir ares de "paternalismos" penso que é assim que, como sociedade, estamos a ficar...

 

3-Eras capaz de mostrar o traseiro ao ministro como ousaram fazer?

 

Não! (risos).

 

4-Uma coisa que acho fantástica é que com o teu trabalho de imagem e vídeo fazes uma coisa que é mostrar ao mundo Porto de Mós e ao mesmo tempo estas a promover a vila. Como descreves Porto de Mós?

 

É a maravilhosa era do youTube... 

Luís Vaz de Camões apelidou esta terra de "Vila Forte" e este não é de todo um título inocente.

Porto de Mós é um concelho impar em vários aspectos, mas de todos, o mais marcante para mim, é o testemunho desta terra na história de Portugal.

Foi aqui que pernoitaram as tropas de Dom Nuno Álvares Pereira na véspera, foi aqui neste castelo, que se ultimou e também discutiu a estratégia, e foi aqui que se travou a fatídica Batalha de Aljubarrota que definitivamente nós afirmou como Portugueses.

Honra-me enquanto Portomosense que no próximo dia 12 de Outubro será inaugurado neste concelho - o em breve conhecido portas fora - designado por CIBA - Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota um local que seguramente qualquer Português  deveria um dia que fosse na sua vida, conhecer. Garantidamente um expoente máximo sobre o assunto, que vai surgir em Porto de Mós e  Portugal.

Actualmente, Porto de Mós é uma vila sossegada, uma vila e um concelho com "estórias" que me encantam.

Para mim que não não nasci cá, mas sinto-me enraizado cá,  trata-se de o melhor sítio que conheço para viver. Quando me ausento da vila por alguns dias, ao regressar, entrar na Vila e bater com os olhos na beleza e explendor do seu castelo... é o mais belo dos cartões de visita, uma forte mensagem de boas vindas que se pode receber. Transmite a calma e a força de espirito próprios de quem sabe que aquela é a sua casa.

 

5-Se eu quiser ir a Porto de Mós, o que me aconselhas a visitar?

 

O Castelo Medieval de estilo palaciano, é obrigatório. De um género  único no País e Europa. Mas este é apenas o ponto de partida.

Do CIBA penso que não preciso de acrescentar mais nada. A quem vier a faltar conhecer, certamente estará no mínimo a perder...

As grutas de Mira de Aire, as de Santo António, as de Alvados, A descoberta do Parque Natural das serras de Aire e Candeeiros. O fenómeno geológico nas entranhas da serra que é a "Fornea", também conhecida pela "Cova da Velha" As aldeias e tradições serranas, são tudo experiencias muito ricas.

E depois este é um ponto central de uma vasta zona de turismo, Leiria-Fátima. Tens paredes meias com o concelho, o Santuário de Fátima, o Mosteiro da Batalha, o de Alcobaça, a bela praia da Nazaré, enfim, motivos não faltam para visitar.

 

6-Em terra de mouros, não deve de ser nada fácil ser Dragão?

 

Já foi mais. Nos dias que correm penso que já não é assim tão "complicado" ou impopular ser-se Dragão.

Sobretudo desde os feitos Europeus de 2003 e 2004 que as grandes massas adeptas do futebol de outras cores se renderam a supremacia Azul e Branca.

Continuamos a ser poucos, mas sinceramente penso que gostamos de ser assim, a minoria. É um gozo especial erguer os braços e festejar um golo, assim, muitas vezes sozinho, numa sala repleta de outros adeptos. Curiosamente deixa de ser raro encontrar juventude por estes lados assumidamente Dragões.

 

7-Se um dia fosses transmitir um jogo de futebol entre F. C. porto e Benfica eras imparcial ou mostravas o lado negro dos vermelhos e o lado bom dos Dragões?

 

Não deixando de concordar que a imprensa desportiva, sobretudo a escrita, anda a reboque de quem mais lhe interessa - e eu até aceitaria isso por lícito desde que o assumissem sem hipocrisias - Penso que no trabalho especifico da transmissão de jogos é diferente. E refiro-me ao lado técnico da imagem, porque quem relata e comenta os jogos não raramente tem dificuldade em ser imparcial e por o coração de lado. Para os técnicos de Imagem, e os realizadores dos jogos, inclusive, é diferente pelo simples facto que ao contrario dos comentadores ou jornalistas, não lhes cabe opinar. Pura e simplesmente cabe-lhes transmitir algo que esta a decorrer em campo, e genericamente considero o trabalho bem feito. Pode haver repetições duvidosas para o público que se interpretem de pouco inocentes, mas o tempo de essas repetições ocorrerem são condicionadas por vários factores, técnicos, e do próprio timing do jogo.

Profissionalmente, já fiz trabalho de câmara quer com o FC Porto em campo, bem como com o Benfica. A minha postura e dos meus colegas é neste particular indiferente as camisolas. Até porque como digo, não temos margem para opinar, apenas para mostrar.

Agora se me perguntarem sobre esse novo advento que surge que é o de canais temáticos dos próprios clubes, como o recente caso do canal Benfica, e a possibilidade de serem eles próprios a emitirem os jogos da sua equipa em directo, como já sucede com este e outros clubes (e isto ainda irá dar muita, muita discussão)..... então aí temos contas de outro rosário... se há coisa que não devem sentir obrigação é o dever de isenção pública, pois tais canais destinam-se a apenas um determinado público, o deles, e a tendência de qualquer canal é em transmitir e vender imagem ao gosto do freguês. Portanto importa questionar à quem estará o cargo de captar realizar e difundir os jogos, as emissões em directo. Nisto e em minha opinião, e a bem da famosa "verdade desportiva" nunca pode estar ao cargo de um clube de futebol, e tendo o direito de exibir em primeira instância os jogos (o que é uma coisa distinta), aí sim é que se dá azo para uma maior e verdadeira corrupção desportiva, e a falta de isenção a disparar. Vamos dar tempo ao tempo, mas que isto se deve ter que regular muito bem, deve.

 

8-Como surgiu o convite para fazeres parte do Blog Bibó Porto, Carago?

 

Foi para mim inesperado.
Aquando do jogo de consagração do segundo Tricampeonato do Porto, este ano, editei um video-tributo  com as imagens do jogo  com vista em publica-lo no gERAÇÃO rASCA, e contactei o webmaster do Bibó Porto Carago para dar-lhe a informação do link you tube do mesmo, pois estava a pedir vídeos e imagens aos visitantes, pelas comemorações do tricampeonato para serem lá exibidas. O administrador do Bibó Porto, pelo que me foi dado a conhecer mais recentemente, diz ter apreciado o meu "estilo de escrita" e como a equipa do Bibó Porto estava em fase de "contratações" para o início de uma nova época, surgiu o convite que muito me admirou mas sobretudo alegrou.
Aquele é um blogue de referencia Portista, pelo que a oportunidade de defender o Clube naquele espaço é não só uma responsabilidade bem como uma honra acrescida.

 

9-Como é que descobriste o Blog do Dragão Azul?

 

O Blogue do Dragão azul foi por causa deste post : [Link] .

Fazia uma pesquisa no google sobre a Geração e deparei-me com essa informação. Depois, ao contrario do que pode parecer a primeira vista pelo nome, verifiquei que não era um blog com "clubite dominante" mas antes que se debruçava bastante sobre assuntos de cidadania. Passei a ser visitante regular.

 

 

10-Em poucas palavras define....

 

Sócrates- Mais que determinado, obstinado. começa a preocupar...

 

F. C. Porto- Trabalho, rigor, magia, honra, glória, determinação, vencer.

 

Justiça- Tarda mas não falha. Confio.

 

Couto dos Santos- Fantoche

 

Propinas- Chulice, porque não são devidamente aplicadas

 

Manuela Ferreira Leite- Sinal de esperança, abnegada, com espírito de Estado e missão, Dama de Ferro.

 

Vicente Jorge Silva- Palhaço, tinha a mania...

 

Filhos da Liberdade- Filhos de Abril, Geração Rasca

 

Ensino em Portugal- Péssimo, péssimo, péssimo.

 

MrCosmos- O lado Ciber-nauta deste cidadão.

 


MrCosmos às 00:01
link do post | COMENTAR | favorito
6 comentários:
De Cláudia Oliveira a 8 de Outubro de 2008 às 12:00
Já lá estive, já lá comentei.


De MrCosmos a 8 de Outubro de 2008 às 12:15
Pois então aqui me repito:
Ená, ená! Ganda elogio.


De Pedro Oliveira a 8 de Outubro de 2008 às 13:54
Já lá mora a malha que te dei!


De MrCosmos a 8 de Outubro de 2008 às 14:01
Com malhas dessas posso eu bem.
Obrigado!


De pensamentovadio a 8 de Outubro de 2008 às 21:27
Li a entrevista e agora digo-te: prazer em conhecer-te! :)


De MrCosmos a 8 de Outubro de 2008 às 21:34
Ora essa! O prazer é todo meu em ter amigos, visitantes e comentadores como todos vós


Comentar o post

.mrcosmos@sapo.pt


. ver perfil

. atura-o tu!

. 8 seguidores

.dESEN[RASCA]

 

.pOST rECENTES

. sHUTDOWN

. tHE sILLY sEASON iS oPEN,...

. eSGRAVATANDO

. aINDA sOBRE o tETRA...

. vENHA o pENTA...

. 201 aNOS dA BRP

. u-lA-lÁ, mON dIEU!

. a cUSPIDELA dO dRAGÃO

. uMA lUFADA dE aR fRESCO

. vÊM dEBATER o fENÓMENO bL...

. pRESTAÇÃO oU pROSTITUIÇÃO...

. pORQUE vALE (sEM dÚVIDA) ...

. a pEDIDO dE uM vIZINHO...

. dESCULPEM lÁ o iNCOMODO d...

. cONTINUANDO nAS rECOMENDA...

. o bLOGUE gERAÇÃO rECOMEND...

. cAIXA pOSTAL [XI]

. 20.01.2009 - pARA mAIS tA...

. fOI o sENHOR qUE pEDIU? -...

. jÁ o pROFETA bILL dIZIA

.tags

. todas as tags

.LINKS

.nA gAVETA

.gERADELAS

eSTÃO a gERAR pRAQUI
.

.subscrever feeds