Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

pORTUGAL a uM pASSO dE xUTOS & pONTAPÉS

O tema podia dilatar em entrar na onda de assunto que é o que se está a passar na Grécia, mas não vou por aí.

 

Cheguei já tarde ontem a casa. Num gesto trivial, lá acendi a Tv a procura de alguma companhia para aqueles instantes finais, enquanto o sono vem e não vem, ao que me dei com a Fátima Campos Ferreira no ecrã, o que me situou no tempo, "estamos no serão de segunda feira", pensei eu, como se ver a figura da apresentadora do Prós e Contras do canal 1 ou olhar para um calendário de parede fosse a mesma coisa. Discutia-se "O que vem aí?" e na altura tinha a palavra um jovem bem falante o que facilmente me prendeu a atenção.

Defendia ele que a competição tem limite e tem/está a ser vencida pela cooperação. Que a cidadania está-se a impor a politica, e que a sociedade (e sim, falava da nossa, a Portuguesa) já não está disposta a ser ouvida apenas de quatro em quatro anos, e expressa-se de formas diferentes no quotidiano dos tempos que correm.

 

E eu estava para alí a digerir aquilo e a pensar com os meus botões como cada vez mais a juventude dos "rabos à mostra" corresponde, à uma crescente só voz, na sua forma de entender o mundo que os rodeia. Como cada vez mais encontro posições e ideais convergentes no que deve ser a bóia de salvação para o pântano em que nos enfiaram. E no meio desses ideais, uma das palavras mais em voga - cidadania - começa a fazer sentido na cabeça de muita gente, a quem a palavra "política" cada vez mais repugna. 

Vencido pelo sono e cansaço, não sei para onde caminhou o resto do programa, mas a julgar por algumas caras da velha guarda que pairavam pelo painel de convidados, imagino que nem todo o debate me prenderia assim tanto.

 

Antes de adormecer porém, e com aquilo na ideia, ainda tive tempo de recordar outro contemporâneo da Geração "rabos à mostra" que interveio no fórum da TSF nessa mesma manhã a propósito da eventualidade de mais um (!?) novo partido à esquerda. E dizia ele " a mim, o 25 de Abril, não me diz nada. Pode significar muito para os meus pais, os meu avós que o conquistaram, mas a mim, que já nasci em liberdade, não me diz nada! "  Ouvir isto assim de forma isolada pode parecer, a muita gente, uma das maiores ingratidões perante quem nos proporcionou essa tal liberdade, para outros, os tais que já nasceram em liberdade, e fácil de compreender a mensagem nas entrelinhas dessas palavras.

Trata-se de um "Okay, o 25 de Abril. Muito Obrigado! Agora vejam bem a merda que andam a fazer, e na qual nos estão a meter, a soldo dessa madrugada de Abril, que libertou uma geração, e cuja permissividade está a entalar outra".

 

Repetindo-me, Portugal precisa de sangue novo, Portugal pede sangue novo. E isto não significa necessariamente entregar os comandos a indivíduos ainda "mal barbados". Significa uma mudança de atitude, e que a Geração de Abril, meus amigos, essa já era...

 

Custará assim tanto perceber que Portugal já não vai em cantigas de Zeca Afonso e faz coro ao ritmo de Xutos & Pontapés?

 

 

Links com o programa : 1ª parte | 2ª parte | 3ª parte

 


Paulo Jerónimo às 08:59
link do post | favorito
Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.mrcosmos@sapo.pt


. ver perfil

. atura-o tu!

. 8 seguidores

.dESEN[RASCA]

 

.pOST rECENTES

. sHUTDOWN

. tHE sILLY sEASON iS oPEN,...

. eSGRAVATANDO

. aINDA sOBRE o tETRA...

. vENHA o pENTA...

. 201 aNOS dA BRP

. u-lA-lÁ, mON dIEU!

. a cUSPIDELA dO dRAGÃO

. uMA lUFADA dE aR fRESCO

. vÊM dEBATER o fENÓMENO bL...

. pRESTAÇÃO oU pROSTITUIÇÃO...

. pORQUE vALE (sEM dÚVIDA) ...

. a pEDIDO dE uM vIZINHO...

. dESCULPEM lÁ o iNCOMODO d...

. cONTINUANDO nAS rECOMENDA...

. o bLOGUE gERAÇÃO rECOMEND...

. cAIXA pOSTAL [XI]

. 20.01.2009 - pARA mAIS tA...

. fOI o sENHOR qUE pEDIU? -...

. jÁ o pROFETA bILL dIZIA

.tags

. todas as tags

.LINKS

.nA gAVETA

.subscrever feeds